Notícia

Carro voador passa em teste e há planos para utilização comercial

01/05/2017

Da Agência Ambiente Energia – Em uma era em que os veículos voadores são o sonho de consumo para escapar do trânsito, o modal carro voador já é foco de diversas empresas que apostam em projetos deste género e conseguem transformar sonhos em realidade. A novidade mais recente, e bem sucedida é o da Lilium, companhia Alemã com sede em Munique. Em uma fase muito adiantada de ensaios, este pequeno veículo voador tem como particularidade a capacidade de decolar e aterrissar de forma vertical, necessitando de pouco espaço para atingir uma altitude elevada. O veículo tem como objetivo transportar pessoas como táxi ou para ser utilizado como carro de compartilhamento (carsharing) para empresas deste ramo. O veículo de testes, denominado Eagle, tem apenas dois lugares no seu interior, mas há planos de versões com até cinco lugares. Durante os testes, o veículo conseguiu efetuar com sucesso todas as manobras planejadas, incluindo uma transição carro para avião. A descolagem é realizada como a de helicóptero, mas ao contrário desse, voa com a ação da aerodinâmica de um avião, alcançando velocidades maiores do que a de um carro e maiores também do que a de um helicóptero. A autonomia deste veículo elétrico voador é aproximadamente 300 km e tem uma velocidade de cruzeiro de 300 km/h. O destaque feito pela empresa é a sua capacidade de descolagem e aterrissagem vertical e a sua possibilidade de oferecer viagens com custos potencialmente idênticos aos dos táxis convencionais. Apesar do sucesso do voo e os planos para o carro voador, é preciso superar a questão regulatória para utilização deste modal, visto que, são poucas as normas relativas a este tipo de transporte pessoal que pode, em teoria, ser solicitado em qualquer lugar. A grande maioria das normas utilizadas para veículos voadores estão relacionadas com as normas da indústria aeronáutica, muito diferente da proposta imaginada pela Lilium.

Fonte - Ambiente Energia

Últimas Notícias