Notícia

30/06/2017

A eletrificação dos veículos parece ser um caminho sem volta e a Porsche, ciente disso, já tem um objetivo claro em mente: até 2023, metade de suas vendas deverão ser representadas por modelos elétricos – que, diga-se de passagem, ela ainda não tem. Quem deu a notícia foi o CEO da empresa, Oliver Blume, que espera que a fábrica da Porsche em Zuffenhausen produza 60 mil veículos elétricos por ano até lá. A marca tem hoje alguns modelos híbridos, como é o caso da Cayenne e-Hybrid e do 918 Spyder – que, vamos combinar, não conta, já que ele deturpa o conceito de um carro híbrido (de um jeito bom, diga-se) –, mas não tem um modelo 100% elétrico. Assim sendo, a responsabilidade recai sobre um carro que até agora só apareceu como conceito, o Mission E. O veículo, que deve ser lançado em 2019, apareceu pela primeira vez há dois anos e é a primeira empreitada da Porsche no mundo elétrico. A marca, no entanto, planeja lançar uma versão elétrica da Macan, um de seus modelos mais vendidos atualmente. No entanto, a marca de 60 mil unidades representa apenas um quarto do total de veículos que foram vendidos pela marca no ano passado (238 mil), o que pode indicar que mais modelos virão ou que os híbridos também contribuirão para atingir a meta. Todo o plano está alinhado com um anúncio feito há alguns meses sobre uma parceria entre a Porsche e a Audi trabalhando em conjunto no desenvolvimento de tecnologias e plataformas de veículos elétricos e também de direção autônoma.

Fonte - Tecmundo