Notícia

19/06/2017

Iniciativa inédita no Brasil, VAMO, em Fortaleza, propaga cultura dos carros compartilhados 100% elétricos; com cerca de 39% do total de usuários cadastrados, faixa etária dos 21 aos 30 anos é a mais representativa Há seis meses, o Brasil entrou na era do compartilhamento de automóveis 100% elétricos, com emissão zero de gás carbônico (CO2), com o VAMO – Veículos Alternativos para Mobilidade. Implantado em parceria entre a Prefeitura Municipal de Fortaleza, o Hapvida Saúde (patrocinador do projeto) e a Serttel (responsável pela operação e manutenção), o sistema de mobilidade alternativa que propaga a cultura de carsharing (em português, compartilhamento de carro), estabelecida em outras cidades no mundo, a exemplo de Paris, Londres, Nova York e Chicago. O Hapvida Saúde investiu mais de R$ 7 milhões para viabilizar o projeto, que conta com 20 carros elétricos, distribuídos em 12 estações de compartilhamento na capital cearense. Em funcionamento desde setembro de 2016, o VAMO já possui mais de 2 mil pessoas cadastradas. A faixa etária dos 21 aos 30 anos é a mais representativa entre os usuários e representa cerca de 39% do total de usuários cadastrados em maio último. “Vivemos uma tendência mundial de compartilhamento e colaboração e a chegada do VAMO reflete muito isso. A faixa etária dos usuários só nos mostra como os millennials, conhecidos também como geração Y, possuem a necessidade de estarem focados em questões que refletem o bem-estar da sociedade e do consumo consciente. O sucesso de iniciativas como essa só será possível e surtirá efeito, se existir um sentimento colaborativo de mudança do meio urbano da parte de todos: público, privado e cidadão”, reforça a Simone Varella, diretora de Comunicação e Marketing do Hapvida Saúde. A diretora lembra ainda que os dados sobre poluição nos pedem essa mudança de comportamento. “A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que, em 2016, 92% da população mundial respiram ar inadequado e, entre as principais fontes de poluição, estão os modelos ineficientes de transporte. O Ministério do Meio Ambiente divulgou que, em 2009, tenham sido emitidas quase 170 milhões de toneladas de CO2 liberados por veículos automotores”, declara Varella. Atualmente, palavras como acesso, conveniência, economia e flexibilidade ditam as regras do jogo. O VAMO reúne todas essas expressões em um único serviço e traz à população brasileira a possibilidade de ter ao alcance das mãos o que já é utilizado em países de primeiro mundo e que ditam tendências em sustentabilidade. omo funciona – Para poder retirar o carro das estações, é preciso que o motorista tenha um cadastro no VAMO. Esse cadastro deve ser feito pelo site do programa (vamofortaleza.com.br), preenchendo informações como nome, telefone, CPF, endereço e o número da carteira de motorista de habilitação B ou superior. As informações serão verificadas pela Serttel, que entrará em contato com o cadastrado para agendar hora, data e estação de desejo do usuário para a assinatura do Termo de Responsabilidade, bem como para realizar test drive acompanhado de técnico. Para fazer uso do sistema, por meio do site e do aplicativo para smartphone, os usuários poderão reservar qualquer carro elétrico disponível em qualquer uma das estações, tendo até 15 minutos para efetivar a retirada do veículo. Os carros elétricos poderão ser retirados, todos os dias, das 5h às 23h59, podendo ser devolvidos 24h por dia. Tarifas – A tarifação do VAMO se dará conforme o tempo em que o carro estiver em uso. Para os primeiros 30 minutos, o valor cobrado do usuário é de R$ 20,00 sendo este valor indivisível, ou seja, do primeiro minuto ao trigésimo minuto o valor cobrado será fixo e totalizará R$ 20,00. Após meia-hora de uso, a cobrança se dará por minuto adicional, variando o custo do minuto conforme o tempo de uso da seguinte forma: • Entre meia hora e 1 hora de uso: R$ 0,80 por minuto adicional; • Entre 1 hora e 2 horas de uso: R$ 0,60 por minuto adicional; • Entre 2 horas e 4 horas de uso: R$ 0,50 por minuto adicional; • Após 4 horas de uso: R$ 0,40 por minuto adicional. A título de exemplificação, o uso por 30 minutos custará R$ 20,00. Já o uso por 45 minutos, será no valor de R$ 32,00, independente da quilometragem percorrida. As pessoas que fizerem uso mensalmente do VAMO pagarão uma taxa de R$ 40,00, que é integralmente revertida em crédito para uso dos carros elétricos. Caso o usuário possua o Bilhete Único, será dado um desconto de 25% nessa taxa. Dessa forma, o usuário manterá um crédito de uso de R$ 40,00, mas pagará somente R$ 30,00.

Fonte - Revista Cobertura